Filme “O Regresso” pode dar a Leonardo DiCaprio a estatueta de melhor ator

O que dizer do filme O Regresso? O adjetivo que me vem à mente para resumir meus sentimentos acerca desta primorosa produção é ESTUPENDO.

O filme está concorrendo ao Oscar 2016 com 12 indicações. Com uma fotografia de encher os olhos, uma excelente direção do mexicano Alejandro González Iñárritu e atuações espetaculares, com destaques para Leonardo DiCaprio (protagonista) e Tom Hardy (antagonista), esse filme foi um ótimo entretenimento no meu fim de semana. Apesar do roteiro ter deixado a desejar, a produção como um todo foi magnífica e o visual fotográfico me arrebatou profundamente.

2

O filme foi baseado no romance escrito por Michael Punke que se inspirou na vida de Hugh Glass. O desenvolvimento da história começou a ser idealizado em agosto de 2001 quando os direitos do livro de Punke foram comprados. Após vários adiamentos, as filmagens recomeçaram em outubro de 2014, no inverno argentino, terminando em agosto de 2015.

3

A história retrata um episódio da vida do explorador e comerciante de peles Hugh Glass (DiCaprio) que, durante uma expedição em território inexplorado no Velho Oeste norte-americano em 1823, é atacado pelos índios Arikara (cujo líder procura sua filha sequestrada pelos brancos). Após a fuga, ele sofre um novo ataque. Dessa dez, de um furioso urso protegendo suas crias. Incapacitado de andar e muito ferido, a personagem vê o filho ser morto sem poder esboçar nenhuma reação. A partir daí, ele é deixado para morrer nas montanhas congeladas. Glass sobrevive e parte para dentro de território selvagem para vingar-se pelo assassinato de seu filho.

Apesar do roteiro um tanto simplório, a incrível luta de Hugh Glass pela sobrevivência nos mantém interessados do início ao fim, através de uma acentuada aflição. Fiquei tensa durante vários momentos, embora algumas cenas paradas tenham deixado o filme monótono em alguns momentos pontuais.

4

As cenas da batalha inicial entre os brancos comerciantes de pele e a tribo indígena é filmada brilhantemente por Iñarritu. Com planos de sequência de tirar o fôlego, as câmeras sempre em movimento e as tomadas à luz natural do inverno argentino dão um toque especial à belíssima produção. O trabalho de fotografia de Emmanuel Lubezki é digno de aplausos, pois poucas vezes na vida vi a luta pela sobrevivência de um homem ser filmada de maneira tão crua e fascinante.

A interpretação de Leonardo DiCaprio (1974) lutando pela sua sobrevivência é extraordinária. Somos capazes de sentir a solidão, a raiva e o desespero da personagem, que transparece seus sentimentos apenas com o olhar.

5

Já faz tempo que o talento desse incrível ator arrebata meu coração. A primeira vez em que o vi foi no filme “O Diário de Um Adolescente”. Fiquei encantada com a atuação do jovem ator. Logo em seguida, assisti a um filme em que ele atuou quando criança: “Gilbert Grape – Aprendiz de Sonhador”. Depois desses, vieram os aclamados Titanic, O Homem da Máscara de Ferro, A Praia, O Aviador, Prenda-me Se For Capaz, Gangues de Nova IorqueDiamante de Sangue, A Origem, O Lobo de Wall Street, o Grande Gatsby, Django, Ilha do Medo, etc.

Já faz tempo que DiCaprio provou que ele não é apenas mais um rotinho bonito de Hollywood, não acham? Espero que a Academia finalmente reconheça o talento desse ator tão competente e dinâmico. A minha torcida será pra ele, com toda certeza. Seria um prêmio mais do que merecido.

 

13a4efe331ac7a7b70c5cfd968373316

 

1995-basketball-diaries-boy-cry-Favim.com-1951943

 

download (1)
Boa sorte, Leo!
leonardo-dicaprio-as-jack-dawson-in-titanic-1

 

Curta e/ou Compartilhe.

Lu Ramos Author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *